História de Serafina Corrêa

A colonização da antiga 'Linha Onze' ou ' Rosário de Guaporé' iniciou-se por volta de 1892 com a chegada dos primeiros imigrantes italianos, oriundos do norte da Itália. Os pioneiros, traziam em si um grande ideal e o desejo de fazer da nova terra a sua nova Pátria. A então 'Linha Onze' foi fundada por seus primeiros moradores: José Franciosi, Orestes Assoni, Antonio Marin e João Variani, seguidos após por Achyles Cervieri, Anibal Fornari e Francisco Pan.

1905- É elevada a Capela Curada, com o primeiro Pároco, Pe. Stefano Noce.

1908- D.Fifina Corrêa, como era conhecida até 1910, segundo relatórios oficiais.

1911- Ato nº40, elevada a Distrito.

1921- De Curato a Paróquia sob o orago de N. Sra. do Rosário de Guaporé.

1924- Serafina Corrêa é novamente rebaixada a povoado para, no ano imediato em 1925, novo Ato Municipal estabelecer novamente a sua condição de Distrito.

Finalmente, em 7 de agosto de 1930, com a intervenção do Estado, foi fixada como Distrito, condição em que permaneceu até 25 de Julho de 1960, quando pela Lei nº 3.932, foi elevada a categoria de Município, desmembrando-se de Guaporé. O nome Serafina Corrêa é uma homenagem a esposa do 1º Intendente de Guaporé, município-mãe, Vespasiano Corrêa.